Bottle Share: o que é e como entrar nessa

Se você bebe cerveja artesanal e vive rodeado por amigos que fazem o mesmo, provavelmente já ouviu em algum momento a expressão “bottle share”. Mas, o que é isso afinal?

Bottle share é uma expressão em inglês que, em tradução livre, significa “compartilhamento de garrafas”. É usada no meio cervejeiro para designar uma reunião entre um grupo de pessoas que curtem cerveja, em que cada uma leva uma ou mais garrafas ou latas para compartilhar com todos os presentes.

Assim, garante-se que todo mundo deguste todas as cervejas e, consequentemente, que todos bebam muito e muito bem – já que, geralmente, a galera capricha na quantidade e qualidade dos rótulos.

Como organizar um bottle share?

A receita é simples: junte um grupo de amigos que tenham em comum o interesse por cervejas artesanais, marque um local, data, hora e combinem qual vai ser o tema do encontro.

Chama os migs tudo!

Sim, é legal que o bottle share tenha um tema. Segundo o Sommelier de cervejas Ivan Ramalho, isso facilita na hora de montar a sequência de degustação, de escolher as comidinhas que vão harmonizar e, principalmente, na hora de cada um escolher os rótulos que vão levar.

Escolher um estilo ou uma escola são boas alternativas como tema. Por exemplo, fazer um bottle share só com IPAs, abrindo para todos os subestilos dentro desse estilo. Assim, os participantes poderiam levar session IPAs, IPAs com frutas, Imperial IPAs e por aí vai.

Com as escolas cervejeiras funciona da mesma maneira: para um bottle share com o tema “Escola Belga”, por exemplo, os participantes podem levar Witbier, Belgian Blond, Belgian Golden Strong Ale, Quadrupel e lá vai cerveja!

Uma outra sugestão um pouco mais ousada de tema é “cervejas raras”. Aqui, os estilos e escolas provavelmente vão variar, mas com certeza a excitação em beber aquela cerveja raríssima que seu amigo trouxe de viagem ou aquela sazonal exclusiva que ninguém mais acha para comprar há muito tempo vai superar qualquer coisa.

O que levar?

A única regra que você deve seguir ao escolher uma cerveja para o bottle share é ficar dentro do tema do encontro. É claro que é muito importante também que você opte por produtos de qualidade.

Mas Larissa, se eu estou levando uma cerveja que nunca provei, como vou saber se ela é boa? A questão não é saber se a cerveja é boa ou não (até porque isso é muito relativo e depende de muitas variáveis), mas sim de saber que a cervejaria que a produz é séria e preza por qualidade – e para saber isso, você não precisa já ter bebido aquela cerveja especificamente.

Lembrando também que você não precisa necessariamente levar uma cerveja que nunca provou. Você pode levar um rótulo que já conhece, mas que sabe que seus amigos têm curiosidade em degustar.

O mais importante de verdade é que, na hora da escolha, você preze pela boa experiência de todos que farão parte do bottle share.

Quantas cervejas levar?

De acordo com o Ivan, para se ter uma boa apreciação e condição de avaliar cada cerveja, o mínimo é que haja 50 ml de cada rótulo por pessoa.

Tem que dar para todo mundo degustar, heim – e se der ainda para um repeteco, melhor!

Assim, se você escolheu uma garrafa de 500 ml para um bottle share em que dez pessoas vão participar, está ok. Mas, se estamos entre amigos, por que não caprichar na mão e levar um pouco a mais? Assim, quem curtiu mais uma determinada cerveja vai poder ter um repeteco e o encontro com certeza vai ficar bem mais divertido.

Outra dica do Sommelier é que todos contribuam com biscoitos de água e sal, torradas e amêndoas ou castanhas sem sal, para que se possa limpar o paladar entre uma cerveja e outra.

Ah, e claro: água! Hidratação é essencial num bottle share e a água também vai ajudar na hora de preparar o seu paladar para o próximo copo (principalmente se for com gás).

Encontro marcado, tema escolhido e cervejas compradas: vamos beber!

Bottle share é mais que um simples momento para encher a cara com os amigos (não que isso não vá acontecer, pois acaba sendo uma consequência na maioria das vezes, haha 😛). É uma oportunidade de trocar conhecimento cervejeiro e conhecer estilos e cervejas novas.

Dessa forma, é muito importante que as cervejas sejam colocadas em uma ordem de degustação, levando-se em conta a intensidade alcoólica e o IBU (escala de amargor que vai de 0 a 120) de cada rótulo. Para que se possa apreciar cada cerveja com mais detalhes, o ideal é que as mais leves (com IBU e teor alcoólicos mais amenos) sejam degustadas primeiro e as mais pesadas (mais amargas e com mais álcool) fiquem para o final.

É importante também que o grupo comente sobre cada cerveja degustada e compartilhe suas percepções entre si, sem medo de errar. Assim, ao final, além de bêbados, todos acabam saindo do bottle share com uma carga extra de conhecimento cervejeiro.

E os comes?

Harmonizações caem muito bem num bottle share!

Além dos belisquetes citados mais acima, que serão usados entre uma cerveja e outra para limpar o paladar, combinem pratos que harmonizam com os estilos e escolas escolhidos e caiam dentro da comilança – mas sempre lembrando de deixar espaço para todas as cervejas que serão degustadas no encontro, heim.

Clique aqui para ler mais sobre harmonização com cervejas.

Etiqueta no bottle share

Para finalizar, cinco dicas simples, porém importantes, para participar de um bottle share sem erro:

  • Invista no bottle share: leve cervejas e petiscos de qualidade.
  • Dê a sua opinião sem medo. Vocês não estão ali só para compartilhar cervejas, mas também para compartilhar conhecimento.
  • Seja receptivo com a opinião do outro: se seu amigo sentiu aroma de manga numa cerveja em que você sentiu maracujá, tudo bem. As percepções são diferentes de acordo com o repertório de cada pessoa.
  • Respeite o tema do bottle share. Se a sua cerveja for um ponto fora da curva, ela pode atrapalhar toda a sequência de degustação e desvirtuar da harmonização preparada.
  • Escolha sua cerveja com carinho: opte por cervejas que fogem da rotina, mais diferentes, raras e interessantes.
Não seja o cara que levou aquela cerveja que a galera bebe toda semana no bar no happy hour.

Apesar de parecer cheio de regrinhas, um bottle share tem um único grande objetivo: diversão. Essa, sem dúvidas, é a parte mais importante – e mais legal.

Este post teve a participação do Sommerlier de cervejas Ivan Ramalho. Confira seu trabalho em @ivan.ramallho.

Na dúvida de onde encontrar boas cervejas para um bottle share? Acesse www.brosbeer.com.br e receba as melhores cervejas cariocas na sua casa! Entregas para todo o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *