Mulheres dominam primeiras posições de concurso cervejeiro

Lugar de mulher é pilotando o fogão? Se for para brassar uma boa cerveja, até que pode ser.

O Concurso Brew My Beer, cuja fase final aconteceu no último domingo, 26 de novembro, no Rio de Janeiro, foi marcado por uma baixa, porém dominante participação feminina. De um total de 30 inscrições, apenas três mulheres se inscreveram para participar, mas todas chegaram à fase final e duas delas terminaram entre os três primeiros colocados, na primeira e terceira posição.

O PRIMEIRO e terceiro lugar ficaram com mulheres! Foto: Paulo Junior.

Essa foi a primeira edição do concurso, que é uma iniciativa do Serpentina Bar Artesanal e foi criado em comemoração ao primeiro aniversário do empreendimento. A competição é destinada a cervejeiras e cervejeiros caseiros e o objetivo este ano foi premiar a melhor British Golden Ale – cerveja clara, leve e moderadamente amarga.

O concurso aconteceu em duas etapas, sendo a primeira a fase classificatória, onde as amostras passaram pela avaliação de profissionais e especialistas do mercado cervejeiro, como Daniel Bode (autor do blog Henrik Boden), Bernardo Couto (2 cabeças), Sergio e Simone Fraga (Lamas Brewshop), Jorge Glaucio (Cerveja Secreta) e Rodrigo Albuquerque (Cervejaria Veneno). Seis cervejeiros caseiros foram classificados para a próxima fase.

A segunda e última etapa aconteceu em evento ocorrido no Serpentina Bar, onde todas as seis versões de British Golden Ale foram plugadas e servidas ao público, que votou nas suas cervejas preferidas e elegeu os três vencedores. Cândida Carneiro, Eduardo Sodré e Aline Amorim ficaram com o primeiro, segundo e terceiro lugar, respectivamente.

O pessoal curtindo as cervejas das mina! Foto: Paulo Junior.

Como prêmio pelo primeiro lugar, a cerveja da homebrewer Cândida Carneiro vai ganhar uma versão industrial, produzida em parceria com a Cervejaria Piedade, o brewshop Enigmalte e a distribuidora de lúpulos Eureka, principais patrocinadores do concurso junto com o Serpentina.

A expectativa é que a cerveja esteja no mercado no primeiro trimestre de 2018, com lançamento exclusivo no próprio bar e posterior distribuição para outros pontos de venda físicos e virtuais.

A cerveja da Cândida foi a grande vencedora! Técnica de execução e controle de processo foram critérios determinantes. Foto: Paulo Junior.

Os idealizadores e organizadores do concurso Paulo Junior e Rafael Pina já estão trabalhando na segunda edição do Brew My Beer, que deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2018 e terá referências à Copa do Mundo 2018.

#lugardemulheréondeelaquiser

Este post contou com a colaboração do Sommerlier de Cervejas e Cervejeiro Caseiro Paulo Junior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *