O que é cerveja?

Em uma visão ampla, cerveja é qualquer bebida alcoólica feita a partir da fermentação de grãos, tal como o vinho é qualquer bebida alcoólica feita a partir da fermentação de fruta. Na grande maioria das cervejas, o grão-base é a cevada.

O processo de fabricação de cerveja comumente é iniciado com malte de cevada, ou apenas “malte” para os mais íntimos. O cervejeiro realiza uma moagem no malte, triturando os grãos em um ponto em que nem vire um “pó” e tampouco fique grosso demais. Então, assim como acontece na feitura de cafés, você embebeda os grãos triturados em água quente. Essa ação irá fazer com que os amidos que compunham o malte, sejam quebrados e transformados em glicose (espécie de açúcar), fazendo com que o resultado seja um líquido bem doce denominado mosto .

O cervejeiro então enxagua o malte para conseguir os últimos açúcares para o mosto. A partir desse momento, o malte usado já não servirá mais para cerveja, mas não precisa ficar triste! Há diversas receitas de alimentos que utilizam o malte descartado de brassagens e dão justa destinação ao nosso querido grão. Pães, bolos e quibes são apenas alguns dos exemplos.

Mas, voltando à cerveja em si, a partir daí, o mosto é colocado em um outro tanque, lúpulos são adicionados e fervidos com o líquido, fornecendo amargor (quando utilizados no começo e meio da fervura) e aroma (quando utilizados no fim, aproximadamente 10 minutos antes de terminar), equilibrando o doce que havia na solução até então.

Após a fervura, o mosto é rapidamente resfriado até que esteja na temperatura ideal para a levedura, que são os organismos monocelulares responsáveis pelo trabalho da fermentação (essa temperatura irá variar de acordo com o fermento escolhido – Ales trabalham em maiores temperaturas, enquanto Lagers trabalham em menores temperaturas). A levedura então é lançada no mosto e se alimenta justamente da glicose que há na solução, gerando, a partir desse processo, álcool e dióxido de carbono.

Após um período, o ambiente alcoólico começa a se tornar pouco amigável para a levedura, que diminui sua ação ou até mesmo morre. A fermentação está completa. A nova criação é então transferida para o tanque de maturação, barril (muitas cervejarias  utilizam barris que foram antes utilizados para outras bebidas, como Bourbon ou cachaça, por exemplo), ou garrafa. A maturação é um processo que pode durar de dias até várias semanas (ou até mesmo anos!) a depender do estilo que está sendo feito. Quando o cervejeiro entender que se percorreu tempo suficiente de maturação, pronto. O mundo está apto para receber esta nova obra de arte chamada cerveja.