#CervejasQueMarcaram | Hocus Pocus Magic Trap

Fala, galera! Estou estreando esta nova aba do blog, que trata de reviews de cerveja. Hoje eu vou falar sobre a Magic Trap, da cervejaria Hocus Pocus, que, pela minha experiência, talvez seja a mais popular e mais vendida dentre todas as cervejas artesanais cariocas. Além disso, ocupa o primeiro lugar do estilo (Belgian Strong Golden Ale) no no ranking brasileiro do app Untappd (não conhece o app? Clique aqui e fique por dentro).

Enfim, que onda eim? Será que toda essa fama é traduzida em qualidade, ou será mais um dos casos em que o jargão “toda maioria é burra” é aplicado?

Magic Trap nos primórdios da Hocus Pocus.
Magic Trap nos primórdios da Hocus Pocus.

Como conheci a Magic Trap

Na minha modesta opinião, a fama não poderia ser mais justa. O meu primeiro contato com a cerveja Magic Trap (pelo que eu me lembre) foi na Junta Local que aconteceu no começo de 2015 lá na Urca. Um dos melhores eventos que eu já fui, diga-se de passagem, e onde começou um amor ao primeiro gole.

A propósito, a Magic Trap harmonizou perfeitamente com aquele fim de tarde em cima do terraço do IED, à beira da Baía de Guanabara, onde estava instalada a barraquinha da Hocus Pocus.

À época eu ainda tinha os estilos belgas como meus favoritos, pois amava cervejas mais alcoólicas e menos amargas. Não era ainda muito a minha praia o amargor das cervejas mais lupuladas. Portanto, fui um alvo fácil para a armadilha mágica.

Hocus Pocus na Junta Local de maio de 2015. Foto: divulgação Hocus Pocus.
Hocus Pocus na Junta Local de maio de 2015. Foto: divulgação Hocus Pocus.

Descrição da Hocus Pocus Magic Trap

Os 8,5% de álcool dessa cerveja são incrivelmente bem inseridos e acredito que esteja aí a magia dessa cerveja. O frutado proporcionado pelas leveduras belgas dão um paladar agradável e um aroma suave de banana, que acaba lembrando – por conta disso – o de uma cerveja de trigo (Weiss).

É uma cerveja excelente para quem está se iniciando no mundo da cerveja artesanal, uma vez que possui um paladar diferente sem ser agressivo, mas também possui complexidade suficiente para agradar os degustadores mais experientes. Dizem que tudo que é feito para agradar a todos acaba agradando ninguém, mas essa premissa não se aplica à Magic Trap.

Embora realmente seja impossível agradar a TODOS, podemos afirmar com convicção de que essa cerveja tem a capacidade de agradar a muita, mas muita gente mesmo!

Minha relação com ela hoje em dia

Embora tenha ocupado por algum tempo o posto de minha cerveja carioca favorita, hoje em dia já não posso mais afirmar que o posto segue com ela. Com o passar do tempo, meu paladar foi mudando e hoje estou mais vidrado em cervejas mais extremas (como a Black Anthrax, por exemplo *-*), mas sigo gostando muito da Hocus Pocus Magic Trap e a admiro também por ser a pioneira do estilo aqui no Rio de Janeiro (depois dela vieram a Mohave Bandita e a Madá Galix).

Rótulo atual da Magic Trap. Imagem: divulgação Hocus Pocus.
Rótulo atual da Magic Trap. Imagem: divulgação Hocus Pocus.

Que tal? Acha que vale dar uma chance à Magic Trap?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *